Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

Novo produto que elimina odores sanitários

Publicado em 10 de Aug de 2017 por Giovanna Henriques |COMENTE

FreeCô promete inibir e eliminar qualquer cheiro indesejado



Texto Aline Feltrin | Adaptação Giovanna Henriques | Foto Shutterstock

freeco

A ideia de oferecer um bloqueador de odores para além do vaso sanitário rendeu à startup FreeCô um crescimento expressivo desde que iniciou a venda deste produto em 2015. Naquele ano os empresários Rafael Nasser e Renato Radomysler resolveram apostar neste modelo de negócio nada usual e ainda inédito no Brasil ao investirem R$2 milhões para dar o pontapé inicial no projeto. A verba foi utilizada para ações de marketing, veiculação e produção.

Um ano depois a empresa já contabilizava faturamento de R$ 5 milhões e com comercialização de 400 mil produtos. Para 2017 a projeção é que a receita praticamente dobre e chegue a R$12 milhões e 1 milhão de unidades vendidas. Para isso, eles miram novos canais de distribuição, como perfumarias, supermercados e lojas de conveniência. “Estamos investindo cerca de R$250 mil para capacitar o trade e atender às demandas. Temos capacidade industrial e estoque alto de matéria-prima para evitar rupturas e falta de produto”, revela o sócio-proprietário da empresa, Rafael Nasser. Além disso, a empresa tem participado de feiras de diversos segmentos, como a Enacab, de abastecimento e distribuição de supermercados, e a Beauty Fair, principaldo setor da beleza e cosméticos.

O BRASIL NÃO FOI O LIMITE!

Atualmente, o FreeCô possui 12 milpontos de vendas espalhados pelo País e planos que ultrapassam as fronteiras nacionais. Nasser conta que as vendas para outros países já estão bem encaminhadas: “No segundo semestre iniciaremos a exportação para a Espanha e também estamos conversando com parceiros na Argentina, Paraguai e Uruguai”.

De acordo com ele, o mercado de bloqueadores sanitários na Europa ainda está engatinhando, e na pesquisa de consumo que realizou na Espanha a aceitação do produto apresentou resultados surpreendentes. Para o empresário, uma política de preço atrativo e um forte distribuidor local contribuirão para a entrada do produto nas redes varejistas da Espanha. “O primeiro lote será de dez mil unidades, mas nossa meta é atingir, ainda este ano, a venda de 40 mil unidades por mês”.

Quer saber mais sobre o FreeCô? Garanta já sua Revista Gestão & Negócios Ed. 102, disponível nas bancas ou pelo site.


COMENTE