Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

Aplicativo disponibiliza médicos à domicílio

Publicado em 10 de Aug de 2017 por Giovanna Henriques |COMENTE

Startup aposta na tecnologia e conquista segmento de serviço hospitalar em casa



Texto Juliana Klein | Adaptação Giovanna Henriques | Foto Shutterstock

médico

Para sistematizar e criar um padrão de atendimento de saúde ao paciente, com qualidade, eficiência e confiabilidade, surgiu em 2015 a startup EasyCare Saúde. Ela integra um portal e aplicativo voltados para a medicina domiciliar. “Levamos médico, enfermeiro, cuidador, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista e outros profissionais da saúde para onde o paciente estiver – em casa, no escritório, em qualquer lugar”, afirma a diretora de marketing e relacionamento da Easy Care Saúde, Tatiana Giatti.

A funcionalidade é simples, basta o usuário acionar a Easy Care Saúde por meio do app ou do computador que, em pouco tempo, o profissional que estiver mais próximo do local da chamada será enviado. “Na nossa central de atendimento, contamos com enfermeiros na linha de frente conversando com o paciente em um primeiro contato. Nossa atuação é de 24 horas, sete dias da semana”, mostra Tatiana.

A ideia da empresa surgiu a partir de uma experiência particular dela aliada à de um profissional de saúde. “Meu pai ficou acamado por um tempo e nós contratamos uma empresa de home care, pois ele precisava do atendimento de cuidadores e técnicos de enfermagem. Conheci o enfermeiro Carlos, que acompanhou todo o atendimento enquanto era gestor da empresa em que trabalhava. A partir daí, percebemos que havia muitas outras pessoas com a mesma necessidade. Então iniciamos uma pesquisa mais profunda a respeito do tema, e, em conversas com o enfermeiro, decidimos empreender nessa área”, afirma.

Para viabilizar o projeto, ela e o diretor técnico da startup, Carlos Appel, contaram com recurso próprio e um investidor-anjo, que, além de ajudar financeiramente, também os orientou quanto à estrutura da governança do negócio. “Iniciamos a Easy Care Saúde com quatro pessoas. Hoje já são cerca de 40 pessoas integrando a equipe de backoffice da empresa”, comemora a empresária. O investimento inicial foi de R$300 mil, nos 12 primeiros meses, que abrangeram o período do piloto. Mas receberam aporte de cerca de R$1 milhão de um investidor-anjo.

Eles fazem em média 13 mil atendimentos por mês, que dá 450 por dia, e contam com mais de 20 mil profissionais em todo o Brasil. Segundo Tatiana, oferecem consultas com médicos, como clínicos gerais e geriatras, sessões de fisioterapia, fonoaudiologia, consultas com nutricionistas, realização de exames, remoção com ambulância, serviço de cuidadores no sistema 12x12 e de técnicos de enfermagem. “O objetivo é oferecer todo o processo da cadeia: atendimento com consultas, realização de exames, definição de diagnóstico, indicação de tratamento e acompanhamento até o final do caso.

Com isso, podemos tirar dos prontos-socorros pacientes com problemas fáceis de serem tratados, evitando exposição desnecessária a riscos de contaminação por parte de pacientes mais graves e até mesmo ficar em filas esperando pelo atendimento”. Para o futuro, eles pensam em expandir ainda mais a atuação. Já operam em todo o Brasil, mas planejam incrementar a oferta de serviços, incluindo médicos de novas patologias, exames e desenvolver um sistema de inteligência artificial e big data com todos os dados que são gerados por meio dos atendimentos.

Revista Gestão & Negócios Ed. 101


COMENTE