Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

Startup facilita locação de imóveis por plataforma on-line

Publicado em 06 de Jul de 2017 por Giovanna Henriques |COMENTE

A tendência cada vez maior de turistas que buscam se hospedar de maneiras alternativas chamou atenção de investidores que resolveram inovar



Texto Juliana Klein | Adaptação Giovanna Henriques | Foto Shutterstock

b.homy

O turismo de habitação, ou turismo em housing, como é conhecido, tem crescido exponencialmente no País. Plataformas como Airbnb têm facilitado a aderência desse tipo de hospedagem. E foi pensando em pegar carona nessa onda que William Astolfi decidiu lançar a B.Homy, startup voltada ao gerenciamento de locação por curtas e médias temporadas de imóveis em plataformas on-line.

Astolfi conta que tudo começou quando ele e sua esposa, Luciana Costa, investiram em um apartamento para renda. Testaram o Airbnb como plataforma para alugá-lo, mas perceberam que gerava muito trabalho (limpar o apartamento, fazer manutenções, comunicação com hóspedes, etc.). Então foi nesse momento que perceberam a lacuna que existia nesse mercado, em auxiliar os proprietários na gestão do imóvel de locação por temporada.

“Aliado a isso, a tendência cada vez maior de turistas buscando hospedar-se com maior conforto e privacidade foram pontos importantes para criarmos a B.Homy”, afirma. O sócio-proprietário conta que, com a ideia na cabeça, convidaram dois amigos para o negócio, Rodrigo Griolin e Rodrigo Santeliestra. “Discutimos modelos de atuação, operacionalização, necessidade de capital. Começamos com um piloto de cinco apartamentos para testar a ideia e identificar necessidades, operacionalização, performance, etc. Fizemos estudos sobre estruturação do negócio para escalar. A partir daí, começamos. Desde então a B.Homy tem ganhado mercado. Crescemos cerca de 20% ao mês”, mostra.

Astolfi explica que a empresa faz a gestão completa de imóveis para aluguel de curto prazo (ou temporada). Ao serem contratados, eles avaliam o imóvel para entender seu potencial e suas necessidades de alterações. Fazem toda a interface com quem quer alugar ou quem está alugando. Realizam limpeza após checkout, lavam as roupas de cama utilizadas e substituem por uma lavada, além de disponibilizarem amenities para os hóspedes (sabonete, shampoo, etc.) e se colocam à disposição caso haja quaisquer problemas durante a estadia.

A empresa já conta com a colaboração de 12 funcionários e está atingindo a marca de 100 propriedades. O maior mercado hoje é a cidade de São Paulo, mas o novo ciclo de investimento será para expansão geográfica, como o Rio de Janeiro e o litoral paulista.

Revista Gestão & Negócios Ed. 100


COMENTE